Exercícios Apenas Uma Vez Por Semana Diminuem Em 30% Risco De Morte - PEGN

Exercícios Só Uma Vez Por Semana Diminuem Em trinta por cento Risco De Morte - PEGN


As pessoas que reservam só o final de semana pra fazer atividades físicas são capazes de comemorar. Um novo e enorme estudo comprova que quem se exercita só uma ou duas vezes a cada sete dias alcança quase tantos proveitos quanto quem faz o mesmo volume de interesse, no entanto ao longo de imensas sessões na semana. Se comparados aos completamente sedentários, estes dois perfis de indivíduos podem praticamente a mesma taxa de redução de risco de morte, sinaliza a procura publicada no “JAMA Internal Medicine”, periódico da Liga Médica Americana. O recado é claro: movimentar o corpo humano, inclusive até quando uma vez pela semana, imediatamente diminui significativamente os defeitos de saúde.



O estudo analisou fatos de mais de 60 mil adultos de meia idade entre 1994 e 2012. Neste período, quase 9 1000 deles faleceram, por diferentes razões. Ao longo da busca, os participantes seguiram a recomendação mínima dos órgãos internacionais de saúde: 150 minutos semanais de atividade física moderada ou setenta e cinco minutos de atividade intensa. Eles variaram só a regularidade com que realizavam os exercícios.


A possibilidade de morrer particularmente por doença cardiovascular foi ainda mais parecida: um risco 41% pequeno para quem se exercitou mais vezes, e quarenta por cento pequeno para os “guerreiros de final de semana”, como define o estudo. Neste momento a diminuição no risco de morte por câncer foi de vinte e um por cento para que pessoas fez atividades com periodicidade, e 18% pra adeptos de exercícios intensos uma ou duas vezes por semana. Contudo o estudo bem como mostra que as pessoas que conseguiram ampliar a duração e a intensidade de tuas atividades afastam ainda mais o risco de morte.


Deste modo, não se pode achar que 150 minutos de atividade moderada ou setenta e cinco minutos de intensa são o maravilhoso, adverte um dos maiores especialistas do Brasil em medicina do exercício, o professor e cardiologista Claudio Gil Araújo, da UFRJ. Ou seja o mínimo recomendado, e o que este novo estudo traz é a confirmação de que, mesmo que essa carga de atividade seja realizada em apenas um dia, os proveitos neste instante são importantes. Alguns médicos defendem que realizar atividades físicas somente aos fins de semana pode provocar um estresse oxidativo das células, trazendo prejuízos para o organismo, porém, segundo Claudio Gil, a teoria nunca foi comprovada.


Nem ao menos cientificamente, nem na prática clínica. O que temos visto é que qualquer exercício, mesmo que longínquo do ideal, é melhor do que nada. A pior opção que uma pessoa poderá fazer para a existência é ser sedentária — pondera ele. O médico ressalta que a intensidade do exercício é mais significativo do que a periodicidade. Deste modo, é preferível conduzir menos tempo pela atividade, entretanto fazê-la de forma violento — como um spinning ou uma corrida rápida —, do que fazer uma atividade demorada, entretanto leve.



Isto já foi analisado no decorrer de um estudo publicado ano passado pela revista “PLoS One”, mostrando que um minuto de exercício vigoroso pode ter o mesmo efeito de até quarenta e cinco minutos de atividades moderadas. Exercícios intensos proporcionam benefícios específicos pra glicose e o colesterol. Se compararmos duas pessoas que perdem a mesma quantidade de calorias por semana, porém fazem exercícios de intensidade diferente, aquela que se exercita de forma mais intensa sem dúvidas estará com o corpo mais equilibrado — exemplifica Claudio Gil.


No entanto precisamos recordar que, na realidade brasileira, com o calor que está fazendo neste verão, a título de exemplo, fazer atividades somente no encerramento de semana perante o Sol do meio-dia não é a melhor. Para aqueles que incluíram a prática de exercícios físicos nas resoluções de ano novo, o autor da nova pesquisa recomenda começar com atividades moderadas, como uma caminhada rápida, para, a partir daí, estabelecer metas cada vez mais detalhistas. Ele ressalta que é preciso ser realista para não correr traço de lesões.


Perder gordura Com Sucos De Berinjela

Em vista disso, apesar de serem um tanto melhor que a água pura, os isotônicos, se consumidos em amplo quantidade, também são capazes de causar hiponatremia. Nos dias de hoje, recomenda-se que os atletas consumam água de acordo com a sua sede. Desta forma, o corpo humano consegue controlar de modo mais segura a quantidade de água e sódio do corpo. Graus leves de hiponatremia não costumam causar sintomas, principalmente se a diminuição do sódio for se estabelecendo de forma lenta, ao longo de vários dias. Todavia, casos de hiponatremia importante e aguda, como são aquelas que ocorrem nos casos de intoxicação pela água, podem causar edema cerebral e até levar à morte. A intoxicação por água não ocorre só em atletas que se reidratam de forma incorreta. Em 2007, um caso fatal de intoxicação se tornou muito famoso nos Estados unidos.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *